Epígrafe Provisória

"Quanto mais a moda é feia, mais o povo acha bonito" - Juraildes da Cruz

Sons de sim – "Enfeites de cabocla"

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Terra rasgada

Gente briguenta o véio Amâncio.
Não peleja com homem nem com deus.
Discute com o solo, abrindo as covas,
e mata, se mata e morre pelos seus

três fiinhos: joão, dudu e josé.
São três rebentos que mourejam
na rinha encardida e seca do sertão
por água que nuvens nunca gotejam.

Água pelo menos dava mainha,
salgada de lágrima derramada
que a sede não mata, mas perturba.

Amâncio viu o jorro da lapinha
mas a terra estava menstruada.
Como sangue, era água séria, turva.


Um comentário:

José Paulo Coelho Faradji Chadan disse...

AÍ CARA, CURTI MUITO SEUS POEMAS!!

Olhe os meus: www.cachimbodemelancolia.blogspot.com

os antigos tem um formato diverso dos novos.

abs!!